Amy Adams é certamente uma das atrizes mais versáteis de sua geração. Somente neste final de ano, ela está em duas produções completamente distintas, a ficção científica ‘A Chegada’ (que estreia dia 24 de novembro) e o suspense psicológico ‘Animais Noturnos’ (29 de dezembro). Ambos podem render a ela uma nova indicação ao Oscar, que seria a sexta de sua carreira.

Parte desta oportunidade de mostrar seu talento em papéis tão diferentes um do outro Amy credita ao fato de usar cabelos ruivos: “Isso realmente mudou as coisas. As pessoas passaram a me ver de outra maneira, para papéis diferentes”, disse a atriz esta semana, durante um evento do The New York Times.

A atriz, originalmente loira, começou a pintar o cabelo em 2004, quando fez testes para a série ‘Dr. Vegas’. Como já havia outra loira no elenco, os produtores pediram para que Amy tingisse as madeixas de vermelho, tom que adotou desde então.

“Baseado nos papéis para os quais eu vinha sendo chamada, as pessoas me relacionavam a um tipo de personagem e, assim que virei ruiva, eu era vista como alguém esperta e divertida, em vez de alguém boba e que gosta de flertar”. Uma prova de como a indústria de Hollywood gosta de estereotipar atores e atrizes.

Tanto é que, em 2005, já como ruiva, Amy recebeu sua primeira nomeação para o prêmio da Academia, pelo filme independente ‘Retratos de Família’. Coincidência? Não parece.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS 0 Comentários

Deixe sua opinião

Este artigo não possui comentários
Amy_Adams__282129~0.jpg
Amy_Adams__282029~0.jpg
Amy_Adams__281929~0.jpg
Amy_Adams__281829~1.jpg
Amy_Adams__281729~1.jpg
Amy_Adams__281629~1.jpg
Amy_Adams__281529~1.jpg
Amy_Adams__281429~1.jpg
Amy_Adams__281329~1.jpg
Amy_Adams__281229~1.jpg